quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Eu queria....







Cada canto mais lindo...eu queroooooooooooo

Estas imagens foram pesquisadas na net se você é dono e quer que eu tire ou dê os creditos mande um recadinho....

sábado, 25 de setembro de 2010

Baixo Astral: De Quem é a Culpa por Martha Medeiros

No café-da-manhã, suco de laranja com Prozac. No almoço, água mineral com Lexotan. Na janta, uísque e Dormonid. Não é a nova dieta da Adriane Galisteu: é a dieta de quem está com excesso de peso na alma.

O maior mal das pessoas infelizes é não diagnosticar corretamente de onde vem a sua dor. Ninguém acha que tem culpa por as coisas estarem dando errado. É culpa do chefe, do ex, dos pais, dos políticos, do síndico, da tevê, de todos que fazem parte desse mundo do qual você foi expulso. Que tal assumir a responsabilidade sozinho para ver o que acontece?

Estou longe de ser fã do Lair Ribeiro, papa da neurolingüística brasileira, mas devo reconhecer que a maioria dos nossos problemas foram originados dentro de nós mesmos e só por nós podem ser solucionados. Não se está falando aqui de problemas graves, como a perda de um parente, de um imóvel, de um emprego ou da própria saúde, mas daquelas ingresias do cotidiano que nos tornam incapazes de sorrir.

Você se acha feia. Cada vez que vê uma foto da Ana Paula Arosio agradece a Deus por morar no térreo, pois se fosse no oitavo andar se atirava de bico. Se acha gorda, também. Tem um senhor quadril. O melhorzinho em você são os pés, mas ninguém irá olhar para eles enquanto você não reduzir seu nariz pela metade. Espelho, espelho meu, logo eu?
Se ao menos você fosse assombrosamente inteligente, mas você é médio. Lê 5 livros por ano e nunca disse nada que merecesse entrar para uma antologia poética. Você queria escrever tão bem quanto o Verissimo, ser tão espirituosa quanto o Jô e tão bem informada quanto a Marilia Gabriela, mas se sente tão insossa quanto a sua manicure.

Nada disso lhe afetaria se você tivesse uma conta bancária recheada, mas você não recebe aumento há três anos. Se ao menos o seu namorado fosse a cara do Brad Pitt, mas ele é a cara do Keith Richards. Se ao menos você morasse em Nova York, mas seus pais fizeram a gentileza de se mudar para uma cidade chamada Sertãozinho, onde ninguém jamais botou os olhos num Big Mac.

Aparentemente, não dá para dizer que sua vida é nitroglicerina pura, mas só podemos chamar de tragédia aquilo que é irreversível, o que não é o seu caso. Tudo é uma questão de humor e de atitude: mude. Deixe de colocar sua felicidade na mão dos outros. Comece um caso de amor consigo mesma e pare de se boicotar. A Ana Paula Arosio, o Verissimo, a Marilia Gariela e o Brad Pitt não têm culpa de você insistir em seguir modelos. Inaugure sua própria fórmula de ser feliz e patenteie. Você ainda vai ficar rica com os direitos autorais.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Preciso de organização

Ultimamente ando tão cansada que só de pensar em arrumar algo já fico cansada,o calor e a seca de Brasília está enloquecedor,agora mesmo estou olhando para uma pilha de papeis dos meus alunos que dá medo e não tenho menor animo para organizar ....já tentei até olha o blog arrumadissimo para ver que crio vergonha  na cara mais ainda não rolou aquela vontade louca de colocar tudo no lugar ..um dia prometo que tentarei ser uma menina organizada mais agora vou ali tomar um banho pro assistir horário eleitoral e demais para uma reles professora de educação infantil...depois de 5 horas acompanhada de 23 criaturinhas abençoadas...Eu mereço descanso... e sonhar com um cantinho  organizado desses....aiai

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Meu novo projeto...ter uma dessas

Eu decidi que não quero mais ter armários na cozinha, pelo menos até ter um lugar definitivamente meu,então pesquisando por ai vi essa cozinha e adorei,em breve vou postar algumas fotos das minhas coisinhas que
 andei fazendo na minha casa.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Confesso

Que eu abandonei meu fiel tanquinho e troquei por esta belezura ai embaixo, vale a pena.....ainda bem

 que inventaram carnê ..kkkkkkkkkkkkkk


Chá de casa nova

O pessoal do trabalho anda na pressão para que eu faça um chá de casa nova ...eu acho mais interessante um de lingerie.rsrsrsr...mas falando sério, não sei como fazer um troço assim,nunca pensei em casar fazer enxoval essas coisas....montar uma casa foi algo feito no susto mesmo fiquei gravída no último semestre da faculdade e como eu morava na casa de estudantes tive que sair, logo minha casa foi montada no esquema o que e mais barato da loja e o que realmente não pode faltar ...priorizei , o fogão, geladeira,cama e berço e um jogo vagabundo de cozinha,ganhei meia duzia de pratos do pessoal do trabalho , um jogo de talheres da mamis,muitas e muitas fraldas e pronto......depois veio o tanquinho, e o sofá de segunda mão,Mas voltando ao assunto do chá alguém ai tem uma sugestão? o que eu peço?o que eu sirvo?

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Mudei e agora?

Desde que eu resolvi mudar de casa tenho pesquisado sobre coisas bonitas que eu poderia usar no novo lar mais sem gastar muito pois a grana anda curtissíma,na verdade ela nunca foi longa ,mas o aluguel aqui é muito mais caro do que a  moradia antiga,mas o conforto compensa...Só de poder deixar o filhote dormir até mais tarde vale a pena.
Massss..tudo tem um mais nesta vida né?no caso de uma casa um custo, sendo em Brasília este custo tripicla de valor,o povo aqui pensa que todo mundo e senador ou deputado.Como tinha muito tempo que não morava em apartamento tivemos que  nos adaptar Eu,o filhote e nossa cadelinha a fazer menos barulho,a cuidar de piso de madeira(o dia que eu tiver meu cantinho não  quero  de jeito nenhum ),subir escadas.aiiiiiiii esta e a pior parte pois estou mais sedentária do que padre de antigamente..kkkk
Nas minhas andaças(quem mim conhece sabe que eu ando pacas) pela net descobri muitos blogs maneiros um que eu gosto muito e o apartamento alugado http://apartamentoalugado.blogspot.com/ a dona  e uma verdade magaiver... rsrsrs ela faz um monte de coisa bacana.

domingo, 12 de setembro de 2010

Comprando cortinas(aventuras para organizar o novo apartamento)

Então ontem sai pra comprar cortinas pois a claridade do apartamento e absurda,como eu não entendo bulhufas de decoração tirei as medidas e fui lá ,ao consultar a vendedora descobri que tenho que comprar o  tamanho dobrado  das medidas para ter um bom caimento ...Como assim minha gente o troço já e caro pra caramba e ainda tenho que comprar o dobro? resultado continuo com minha claridade....ando pensando em colocar papel pardo por uns tempos.....

sábado, 11 de setembro de 2010

Regra nº 01 Sua moradia te faz feliz?

"Há uma regra de decoração que merece ser obedecida: para onde quer que se olhe, deve haver algo que nos faça feliz!


Dia desses fui acompanhar uma amiga que estava procurando um apartamento para comprar. Ela selecionou cinco imóveis para visitar, todos ainda ocupados por seus donos, e pediu que eu fosse com ela dar uma olhada. Minha amiga, claro, estava interessada em avaliar o tamanho das peças, o estado de conservação do prédio, a orientação solar, a vizinhança. Já eu, que estava ali de graça, fiquei observando o jeito que as pessoas moram.
Li em algum lugar que há uma regra de decoração que merece ser obedecida: para onde quer que se olhe, deve haver algo que nos faça feliz. O referido é verdade e dou fé. Não existe um único objeto na minha casa que não me faça feliz, pelas mais variadas razões: ou porque esse objeto me lembra de uma viagem, ou porque foi um presente de uma pessoa bacana, ou porque está comigo desde muitos endereços atrás, ou porque me faz reviver o momento em que o comprei, ou simplesmente porque é algo divertido e descompromissado, sem qualquer função prática a não ser agradar aos olhos.
Essa regra não tem nada a ver com elitismo. Pessoas riquíssimas podem viver em palácios totalmente impessoais, aristocráticos e maçantes com suas torneiras de ouro, quadros soturnos que valem fortunas e enfeites arrematados em leilões. São locais classudos, sem dúvida, e que devem fazer seus monarcas felizes, mas eu não conseguiria morar num lugar em que eu não me sentisse à vontade para colocar os pés em cima da mesinha de centro.
A beleza de uma sala, de um quarto ou de uma cozinha não está no valor gasto para decorá-los, e sim na intenção do proprietário em dar a esses ambientes uma cara que traduza o espírito de quem ali vive. E é isso que me espantou nas várias visitas que fizemos: a total falta de espírito festivo daqueles moradores. Gente que se conforma em ter um sofá, duas poltronas, uma tevê e um arranjo medonho em cima da mesa, e não se fala mais nisso. Onde é que estão os objetos que os fazem felizes? Sei que a felicidade não exige isso, mas pra que ser tão franciscano? Um estímulo visual torna o ambiente mais vivo e aconchegante, e isso pode existir em cabanas no meio do mato e em casinhas de pescadores que, aliás, transpiram mais felicidade do que muito apê cinco estrelas. Mas grande parte das pessoas não está interessada em se informar e em investir na beleza das coisas simples. E quando tentam, erram feio, reproduzindo em suas casas aquele estilo showroom de megaloja que só vende móveis laqueados e forrados com produtos sintéticos, tudo metido a chique, o suprassumo da falta de gosto. Onde o toque da natureza? Madeira, plantas, flores, tecidos crus e, principalmente, onde o bom humor? Como ser feliz numa casa que se leva a sério?
Não me recrimine, estou apenas passando adiante o que li: pra onde quer que se olhe, é preciso alguma coisa que nos deixe feliz. Se você está na sua casa agora, consegue ter seu prazer despertado pelo que lhe cerca? Ou sua casa é um cativeiro com o conforto necessário e fim?
Minha amiga ainda não encontrou seu novo lar, mas segue procurando, só que agora está visitando, de preferência, imóveis já desabitados, vazios, onde ela possa avaliar não só o tamanho das peças, a orientação solar, o estado geral de conservação, mas também o potencial de alegria que os ex-moradores não souberam explorar."
Texto retirado na íntegra da coluna da Martha Medeiros do jornal Zero Hora de domingo 24/01/2010.

Começando

Sempre escutei a conversa de quem casa quer casa,e como não sou casada mas tenho casa resolvi criar o blog para dicurtirmos as vantagens e desvantagens de ter uma casa sem ser casado...Lembrando que eu disse Casada  e não sozinha... porque viver sozinha ninguém merece ficar ...
Esta não é minha primeira experiência com blog , o outro o google comeu...rsrsrs...falava da minha luta contra a balança,luta que ainda não venci mas hei de vencer um dia...Amém...